06/08/2020 às 17h37min - Atualizada em 07/08/2020 às 13h37min

ONG SPA-Uraí com Apoio da Pm Fiscaliza Denuncia Contra Animais em Rancho Alegre

No final da tarde de quinta feira, 06 de agosto, após receberem diversas denuncias informando que estaria ocorrendo uma situação de maus tratos a animais em uma residência na cidade de Rancho Alegre, uma equipe da ONG-SPA Uraí, deslocou-se até o município vizinho, para verificar a referida denuncia.
Já no município as representantes da Ong, entraram em contato com a equipe de plantão da Policia Militar formada pelo CB Fabio e CB Silva, e  solicitaram apoio aos policiais para que pudessem acompanha-las até o local da denuncia,  para que com segurança fosse realizado uma fiscalização e prontamente os policiais se colocaram a disposição.
Assim deslocaram até o endereço informado, onde foram bem recebidos pelos moradores, que franquearam a entrada na residência para que pudessem averiguar a denuncia.
Durante a fiscalização  constataram que os animais estavam aparentemente bem tratados, sem qualquer vestígio de ferimento, ou aparência que configurasse maus tratos, o local estava limpo, haviam acabado de lavar o ambiente, e certificaram que se tratava de onze animais da raça shih-tzu , sendo dois machos e nove fêmeas, que são usados como reprodutores.
De acordo com a fiscalização, foi apurado  que o local é um canil de reprodução e comercialização de animais,  “clandestino”, e que ao ser indagada a proprietária do imóvel, esta informou que não possui os documentos necessários de legalização para tal ato, e que a reprodução é realização sem qualquer orientação de um profissional,  e que vendiam os animais pela média de trezentos e cinquenta reais o macho e de setecentos reais a fêmea.
A fiscalização da Ong, notificou a proprietária do imóvel para proceder a legalização do canil, bem como repassou todas as orientações quanto aos procedimentos dos cuidados com os animais.
Segundo ainda informações da ONG, será comunicado por oficio  a prefeitura do município de Rancho Alegre, cobrando a fiscalização e as providências necessárias para a regularização das atividades do local. A ONG retornará em breve para um acompanhamento do caso.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »